Quinta-feira, 21 de Maio de 2015

GR 33 Zezere

 

 

A GR 33 do Zezere  apresenta-se como uma grande rota que liga o rio Zezere desde a nascente no Covão de Ametade na serra da Estrela até à foz em Constância a percorrer a pé, de BTT ou em Kayak num total de 370km.

Este foi o novo desafio da aventura 100Limites, percorrer em BTT a GR33 em autonomia e a "solo".

Dia I 

Covão Ametade - Janeiro de Baixo 123km (2005 m desn.acum)

SAM_5284.JPGSAM_5286.JPG

 

 

 Os primeiros km foram efectuados ao longo do vale glaciar em direcção a ManteigasSAM_5294.JPG

 

SAM_5302.JPG

 

SAM_5305.JPG

 

SAM_5310.JPG

 WP_20150521_011.jpg

 SAM_5319.JPG

 SAM_5321.JPG

 Passagem pelas minas da PanasqueiraSAM_5327.JPG

 SAM_5331.JPG

 SAM_5333.JPG

 

Dia II

Janeiro de Baixo - Foz de Alge 103 km (3333 m desn. acum.)SAM_5339.JPG

 Passagem pelas Portas do Zezere (Janeiro Baixo)

SAM_5347.JPG

 

SAM_5350.JPG

 

 AlvaroSAM_5356.JPG

 SAM_5359.JPG

 SAM_5362.JPG

 

SAM_5368.JPG

 Ponte Filipina e ao fundo Barragem do Cabril (Pedrogão Grande )

SAM_5369.JPG

 SAM_5371.JPG

 Ponte sobre a ribeira de PeraSAM_5373.JPG Esta excelente rota que até ao km 185 não apresentava dificuldades de progressão ao nível de relevo e manutenção do traçado veio a revelar-se um autentico "calvario" no concelho de Pedrogão Grande logo após à ponte nova sobre a ribeira de Pera. Construi-se uma nova ponte mas foi esquecido a continuidade do caminho (sem saída), a solução foi mesmo trepar toda a encosta com a bicicleta às costas até chegar à parte superior onde se encontrava supostamente o estradão panorâmico sobre a albufeira da Bouçã.

SAM_5379.JPG

 SAM_5380.JPG

Durante cerca 15 km o suposto estradão estava praticamente fechado com silvas e mato, após um par de horas perdidas e muitos arranhões seguia-se por alcatrão até ao concelho de Figueiró dos Vinhos e aqui o cenário também não foi melhor... mato e vegetação fechada impediam a progressão na GR33 mas o insólito estava ainda para surgir, a cerca de 2 km de Foz de Alge a GR33 atravessava uma ribeira escarpada mas nem sinal da ponte.

Após 5H30 perdidas para apenas percorrer 30 km a solução seria efectuar um desvio de cerca de 25 km e fazer passagem por Figueiró dos Vinhos até à outra margem mas como nada garantia que o caminho estivesse aberto na continuidade da GR33 a opção mais sensata foi o abandono da travessia da rota. 

SAM_5387.JPG

 Das muitas travessias já efectuadas pela aventura 100Limites, lamentávelmente esta foi a única que não foi concretizada até ao final ainda assim a referir que a nível de marcação de percurso não existe qualquer dificuldade, o mesmo econtra-se muito bem sinalizado em toda a extensão percorrida.


publicado por aventura100limites às 22:11
link do post | comentar | favorito
 O que é?
6 comentários:
De João Valério a 28 de Maio de 2015 às 12:07
Foi uma excelente ideia a criação desta rota, mas infelizmente parece que se esqueceram que tem de ter manutenção.


Não sei se já existem algumas, mas já existem tantas GR's em Portugal que talvez pudessem fazer como em Espanha, investindo nesse tipo de turismo e contratar empresas privadas para fazer a manutenção desses percursos. Trabalho não iria faltar...


De José Saraiva a 18 de Setembro de 2015 às 22:35
Esta rota foi criada pela ASE e apresentada em 2008 aos Municípios que constituem a bacia hidrográfica do Zêzere. Dada a complexidade dos trabalhos a executar, é natural que o percurso ainda não esteja 100% uma vez que só no final deste mês isso está ou vai ser anunciado. 
Obrigado pelas fotos e gostava de ter mais informações sobre a Rota, nomeadamente as zonas mais complicadas, as mais interessantes, bem como aquelas onde é desaconselhável a utilização da bicicleta.
Obrigado 


De aventura100limites a 6 de Outubro de 2015 às 22:51
o percurso está perfeitamente bem sinalizado e bem mais interessante após os primeiros 70km quando se circula na margem do rio  e quanto à utilização da bicicleta só apresenta grandes dificuldades em Pedrogão Grande antes e depois da ponte suspensa, embora não seja um percurso recomendado a ser efectuado com alforges devido a passagens estreitas e com bicicleta à mão. a sugestão passa por identificar alternativas para BTT nessas mesmas passagens.


De josé Maria a 6 de Outubro de 2015 às 23:38
Obrigado pela informação.<br /><br /><br />Entretanto quero fazer uma rectificação sobre a data da apresentação da proposta para a GRZ. De facto o 1º encontro foi em 11/12/2005 e não em 2008 como indiquei.<br /><br /><br />Uma vez mais o meu origado


De Anónimo a 2 de Maio de 2016 às 15:57
Olá! Obrigado por esta partilha de experiência.
Eu estou a pensar também percorrer esta rota, em autonomia, mas tenho uma dúvida: como é que chegou até ao ponto de partida, na serra da estrela? Alguma sugestão que não implique alugar um transporte para esse efeito?


De Anónimo a 21 de Maio de 2016 às 11:54
Ao autor os meus parabéns pela aventura! <br /><br /><br />Ao anónimo, eu tb estou a planear esta rota por isso se quiser umas trocas de conhecimento, entre em contacto comigo no facebook! josebttmania.


Comentar post

free counter

.pesquisar

 

.arquivos

. Setembro 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Julho 2014

. Abril 2014

. Julho 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Janeiro 2013

. Maio 2012

. Abril 2012

. Dezembro 2011

. Setembro 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Junho 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

.Membro da Federação Portuguesa de Montanhismo e Escalada

http://www.fpme.org/

visitante

contador visitante
Aventura Limites

Cria o teu cartão de visita

.Setembro 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
23
24
25
26

27
28
29
30


.subscrever feeds